A- A A+

Prefeito Evandro Arrais visita a primeira obra feita com recursos 100% do IPTU após 60 anos de fundação do município de Antonina do Norte

NOTÍCIAS DA PREFEITURA

O prefeito de Antonina do Norte Evandro Arrais comemora um feito da sua gestão, graças à contrapartida da população que contribuiu com o IPTU - que há 60 anos, desde a fundação do município não era recolhido a taxa do Imposto Predial e Territorial Urbano que é feito anualmente.

E foi com este pensamento que a atual administração colocou emprática e os recursos do IPTU estão sendo aplicados em beneficio da população, como por exemplo, o executivo municipal está concluindo uma importante obra para a cidade de Antonina do Norte, o saneamento e pavimentação em paralelepípedo, da Rua Igino Macedo Maciel, mais conhecida como “BECO DO AMOR” principal rua de acesso ao bairro Castelo Branco, sendo que anteriormente já tinha recebido iluminação e limpeza pública de qualidade.

ANTES

Conforme o prefeito Evandro Arrais, nesta na rua onde estão sendo realizados os trabalhos, parte do bairro que tem o esgoto desenvolveu e cresceu e a outra parte não, pois a população não investia e os terrenos (loteamento) não valorizavam.

AGORA

“Antes impedia o desenvolvimento, agora estamos virando esta página e só quem sai ganhando é a população local”, frisou.

O IPTU é uma das principais fontes de arrecadação municipal, e é um imposto que fica integralmente nos cofres do município, sendo utilizado pela administração em ações que contemplam diretamente as pessoas.

"O pagamento deste tributo é de extrema importância, pois ele representa aproximadamente 10% da receita anual do município. Parte deste valor é destinado as áreas da saúde e educação, e também para execução de obras de infraestrutura que são realizadas na cidade", ressaltou o prefeito Avandro Arrais.

O prefeito destaca a importância da colaboração da população com o executivo visando trazer desenvolvimento para a cidade através de sua contrapartida e garantiu que nas próximas semanas esta obra estará sendo entregue a comunidade.

Por Flaviano Oliveira – repórter