A- A A+

O Campeonato Municipal de Futebol de Campo 2016 começou no dia 12 de março com 16 equipes participantes: Castelo Branco, Planalto, Antonina Club, Várzea Nova, Canarinho, Carmelópolis, U. E. F, Veteranos, Açude Grande, Barcelona, Coberta, Meninos da Vila, Serraria, Lagoa, Nova Holanda e Pernambucanos. São quase 300 atletas envolvidos. O campeonato encontra-se na primeira fase. Neste último final de semana, dias 9 e 10 de abril, aconteceu a 5ª rodada.

 

 

 

 

 

 

Castelo Branco

 



 

 

 

 

FPM já é 13,42% menor que ano passado; 1.º dêcendio de abril será pago amanhã

Quinta, 07 de abril de 2016.

O 1.º decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) do mês de abril será pago nesta  sexta-feira, 8 de abril. O depositado será de R$ 2.507.553.665,36, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, isto é, somado o Fundeb, o montante é de R$ 3.134.442.081,70.

Segundo estudo da Confederação Nacional de Municípios (CNM), em comparação ao primeiro decêndio do mesmo mês em 2015, o decêndio teve uma queda de 4,8% em termos nominais, ou seja, comparando o valores sem considerar os efeitos da inflação. Quando considera-se o valor real dos repasses e consideram-se as consequências da inflação a queda é ainda maior:  11,98%.

No acumulado de 2016, o FPM soma nominalmente R$ 24,515 bilhões frente aos R$ 25,772 bilhões no mesmo período do ano anterior. Em termos reais, o somatório dos repasses é 13,42% menor do que o mesmo período do ano anterior.

Situação preocupante
Para a CNM, a situação de queda nominal dos repasses realizados ao fundo é extremamente preocupante. Quase 5% a menos no bolo do fundo prejudica ainda mais as finanças municipais, deixando os gestores em uma difícil situação: menos recurso para custear o aumento de obrigações a ele imposta e o aumento de preços consequente da alta inflação.

Esse primeiro decêndio de abril sinaliza que a expectativa otimista da Secretaria do Tesouro (STN),  de crescimento nominal de 11,1% para o mês de abril frente a abril de 2015, será de difícil concretização.

Portanto, a Confederação alerta aos gestores municipais que refaçam seus planejamentos financeiros, a fim de conseguir amenizar os efeitos oriundos da crise em que o País está imerso.

 

Fonte: http://www.cnm.org.br/